Páginas

15 de maio de 2018

Dupla campista Seniltz e Jafer é a grande campeã do II Torneio Ecoanzol de pesca ao robalo

2,12 m foi a marca da dupla Seniltz da Paixão e Jafer Rezende na edição de 2018.

Por Silvana Rust - Prefeitura de Canpos dos Goytacazes/RJ

O II Torneio Ecoanzol de pesca ao Robalo no rio Paraíba do Sul em Campos dos Goytacazes/RJ foi um grande sucesso. Realizado no Cais da Lapa, contou com a participação de vinte e oito duplas de pescadores esportivos, totalizando 56 atletas (dos 70 inscritos) oriundos de diversos municípios fluminenses como Campos dos Goytacazes, Macaé, Casimiro de Abreu, Niterói e Rio de Janeiro.

O evento teve início às 8h de 11 de maio (sexta-feira) com as atividades de sustentabilidade através de oficinas de educação ambiental, práticas sustentáveis, e a feira da Economia Solidária ao longo de todo o dia, com a abertura oficial a partir das 19h. Dia 12 (sábado) com partida do cais da Lapa, às 8h, foi iniciada a prova realizada no trecho entre o Solar dos Airizes e a localidade de Santa Cruz, encerrada as 18h.

O primeiro robalo foi capturado 20 minutos após a largada pela equipe campista WD, de Diogo Simões e Wanderley Queiroz medindo 54,8 cm de comprimento.

Os grandes campeões do torneio foram a dupla campista Seniltz da Paixão e Jafer Rezende, que atingiram a meta de 2,12 m somados o comprimento de cinco robalos (limite auferido pelo regulamento do torneio), e ainda capturaram o maior indivíduo com 55 cm. Os atletas receberam como prêmio um barco modelo Amazonas 500 de 5 m, de fabricação da empresa Mogi Mirim, doado em parceria com concessionária Águas do Paraíba, também patrocinadora do evento. A dupla ficou em 4° lugar no ano passado (2017).

Pesca sustentável

Marcelo da Silva Fernandes, pescador esportivo, responsável pelo evento e diretor da Ecoanzol, destacou que o torneio está vinculado a valores e princípios da conservação e preservação do meio ambiente e da modalidade de pesca esportiva (pesque e solte), com o intuito de divulgar o potencial turístico da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul. As modalidades em disputa foram a bait casting (arremesso com carretilha), spining casting (arremesso com molinete) e fly fishing (pesca com mosca). Todas as técnicas mencionadas serão praticadas com iscas artificiais. Não foi permitida a modalidade de corrico (barco em movimento arrastando a isca artificial).

O evento se integra as atividades da Década Internacional da Biodiversidade (2011 a 2020) instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) – 2011 a 2020 –,  em 17/12/2010 em Kanazawa, Japão, com o objetivo de implementar planos estratégicos de preservação da natureza e encorajar os governos a desenvolver e comunicar resultados nacionais na implementação do Plano Estratégico para Biodiversidade.

Chancela, apoiadores e parceiros

O torneio tem a chancela da Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca (SEAP) da Presidência da República, Confederação Brasileira de Pesca e Lançamento - Nova Pesca Brasil (CBPL – NPB) e Federação de Pesca e Lançamento do Estado do Rio de Janeiro (Fepelerj); a aprovação da Marinha do Brasil e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ); e o apoio da Orca Clube de Pesca do Rio de Janeiro, Ibama, ICMBio, Confederação Brasileira de Pesca e Desportos Subaquáticos (CBPDS), e Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes/RJ através da Fundação Municipal de Esportes (FME)
.
Depoimentos
Até às 14h ficamos tentando capturar uma espécie de Robalo na altura do bairro do Caju. Como não conseguimos, decidimos mudar o rumo da pescaria e descemos o barco em direção a Estação Experimental, na Lapa, onde encontramos um cardume entre as pedras. Ali capturamos sete robalos, sendo que cinco era a quantidade limite permitida na competição. Em menos de três horas, atingimos 2,12 m.
Explicou Seniltz Paixão.
Esse ano viemos participar porque gostamos da pesca esportiva e para poder representar a cidade, que está despertando nesta modalidade.

Não imaginávamos que conquistaríamos o troféu de campeões no Torneio, já que até as 14h não havia pescado uma única espécie.

Comentou Jafer Rezende
É muito bom poder trabalhar em prol do desenvolvimento da cidade e acompanhar o resgate do esporte no município. O Torneio de Pesca ao Robalo foi um sucesso em 2017 e para este ano promete repetir e consolidar o esporte, que mostra o potencial turístico e esportivo no Rio Paraíba do Sul. Apoiar um evento desse porte, que mobiliza várias secretarias da Prefeitura de Campos, como Entretenimento e Lazer, Departamento de Turismo e Guarda Civil Municipal, só fortalece a pesca esportiva no município e, sobretudo, o turismo.
Destacou Raphael Thuin, Presidente da Fundação Municipal de Esportes.

Edição final de Marcelo dos Santos Ferreira
Com informações de https://www.campos.rj.gov.br/exibirNoticia.php?id_noticia=45020
https://www.campos.rj.gov.br/exibirNoticia.php?id_noticia=45175
https://www.campos.rj.gov.br/exibirNoticia.php?id_noticia=45180

--